Aprovado novo marco regulatório de fabricação dos medicamentos.

Normas permitem o acesso seguro da população a medicamentos e irão aprimorar o marco regulatório do Brasil, conforme padrões internacionais de referência, melhorando a competitividade da indústria nacional. A Diretoria Colegiada da Anvisa aprovou, na terça-feira (20/8), o novo marco regulatório de boas práticas de fabricação (BPF) de medicamentos no Brasil. O Regulamento de Boas Práticas de Fabricação é o principal padrão regulador para garantir a qualidade dos medicamentos do país. Com a aprovação, a Agência atualiza a atual Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) e 14 Instruções Normativas sobre o tema, permitindo o acesso seguro da população a medicamentos e aprimorando o marco regulatório do Brasil, conforme padrões internacionais de referência. As novas regras possibilitam que o Brasil amplie as Leia mais…

Aspirina pode prolongar vida de mulheres com câncer de mama.

Estudo aponta que mulheres que utilizaram aspirina e depois foram diagnosticadas com câncer de mama podem viver mais, dependendo das características do genoma Estudo aponta que mulheres que utilizaram aspirina e depois foram diagnosticadas com câncer de mama podem viver mais, dependendo das características do genoma Um novo estudo sugere que mulheres com câncer de mama e com características específicas em certas áreas do genoma teriam vivido mais tempo se tivessem tomado aspirina antes que de serem diagnosticadas com a doença. Os resultados desta pesquisa, realizada com dados de 1.266 mulheres, foram publicados na revista da Sociedade Americana do Câncer, “Câncer”. No entanto, seus responsáveis destacaram a necessidade de realizar mais estudos sobre o possível potencial da aspirina para prevenir ou Leia mais…

Automedicação é tema de pesquisa do CFF, que revela que um quarto da população brasileira se automedica todos os dias.

Estudo sobre automedicação do Conselho Federal de Farmácia foi realizado por meio do Instituto Datafolha foi feito em comemoração ao Dia Nacional do Uso Racional de Medicamentos Uma pesquisa realizada pelo Conselho Federal de Farmácia (CFF), por meio do Instituto Datafolha, constatou que a automedicação é um hábito comum a 77% dos brasileiros que fizeram uso de medicamentos nos últimos seis meses. Quase metade (47%) se automedica pelo menos uma vez por mês, e um quarto (25%) o faz todo dia ou pelo menos uma vez por semana. Inédita na história dos conselhos de farmácia, a pesquisa investigou o comportamento dos brasileiros em relação à compra e ao uso de medicamentos. A pesquisa servirá para subsidiar uma campanha nacional de conscientização, em Leia mais…

Pfizer e Mylan anunciam fusão de unidade de genéricos.

A gigante da farmacêutica Pfizer anunciou uma fusão com a fabricante de medicamentos genéricos Mylan. Segundo o jornal “The Wall Street Journal”, a operação envolveria a divisão de medicamentos sem patente (genéricos). A nova companhia deverá ter receita em 2020 de 19 bilhões a 20 bilhões de dólares (72 a 76 bilhões de reais), com fluxo de caixa estimado em mais de 4 bilhões de dólares (15 bilhões de reais). A transação deixa os medicamentos de grande sucesso Viagra (Pfizer), Lipitor (Pfizer) e EpiPen (Mylan) em um mesmo portfólio. Atualmente a Mylan tem um valor de mercado levemente inferior a US$ 10 bilhões. Após a fusão, os acionistas da Pfizer terão 57% da nova empresa e os acionistas da Mylan Leia mais…

A RDC 44/09 em discussão sobre teste laboratórias portáteis ANVISA.

O uso de testes laboratoriais portáteis em serviços de saúde, utilizados para diagnosticar ou monitorar doenças, foi o tema central da edição do Diálogo Setorial da quinta-feira (1º/8). O principal objetivo do evento, realizado no auditório da Anvisa, em Brasília, foi obter informações, críticas e sugestões sobre a revisão regulatória relativa à utilização desses testes, identificados pela sigla TLPs — do inglês point-of-care testing (POCT), em serviços farmacêuticos e laboratórios clínicos. Participaram do debate representantes de empresas do setor regulado, servidores, universidades, gestores públicos e entidades e associações de classe de profissionais de saúde. As contribuições recebidas durante o debate vão orientar as próximas etapas da atualização do marco regulatório, que consiste na reformulação da Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 44, de 2009(Capítulo Leia mais…

Após aprovação de reforma tributária, setor farmacêutico prevê aumento nos medicamentos.

Projeto estabelece que impostos sobre medicamentos saiam de 7,89%, sobre o preço de compra, para uma 17%, sobre o valor final de venda. Governo e setor analisam forma de minimizar os impactos. Representantes do setor farmacêutico estão preocupados com as consequências do projeto de lei aprovado no sábado (27) pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso e que prevê aumento na alíquota de Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias (ICMS) sobre os medicamentos. De acordo com o documento, os impostos sobre os remédios sairão de 7,89%, sobre o preço de compra, para uma 17%, sobre o valor final de venda. Hamilton Teixeira, presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos (Sincofarma), explica que os reflexos dessa aprovação podem atingir o Leia mais…

Herpes Zoster – Tratamento Farmacoterapêutico.

Herpes Zoster, o que é ? É uma doença caracterizada por aparecimentos de pequenas bolhas avermelhadas (erupções) em qualquer parte do nosso corpo, antigamente chamava-se de cobreiro. É uma doença viral, cutânea e dolorosa. Aproximadamente entre dois a quatro dias antes da aparições da erupção começa-se os formigamentos no local, únicos sintomas aparentes. As erupção geralmente resolve-se sozinha ao fim de duas a quatro semanas. No entanto, algumas pessoas desenvolvem dores nos nervos que podem durar de meses a anos, uma condição denominada nevralgia pós-herpética. Em pessoas com o sistema imunitário debilitado, a doença pode-se espalhar pelo corpo todo. Quando a erupção afeta o olho, pode ocorrer perda de visão O vírus causador da Herpes Zoster é a reativação do vírus Varicela-Zoster em nosso corpo. A Leia mais…